Vida e Obra

logo

Gravador | Desenhista | Ilustrador e Pintor.

Geraldo Trindade Leal

Geraldo Trindade Leal (Santana do Livramento RS 1927). Gravador, desenhista, ilustrador e pintor. Estuda no curso livre de desenho do Instituto de Belas Artes, em Porto Alegre. Em 1953 vai para a Bahia, onde pesquisa a arte africana e desenvolve estudos sobre Pablo Picasso e o cubismo.

Volta, em 1954, para Porto Alegre e inicia-se em xilogravura no ateliê de Francisco Stockinger. Convive com artistas da Sociedade Amigos da Arte, como Rubens Cabral, Joaquim Fonseca, Zorávia Bettiol e outros. Na segunda metade dos anos 50, realiza ilustrações para contos de Edgar Allan Poe e lança um álbum de xilogravuras intitulado O Lobisome.

  • “Em (Trindade Leal), temas como o regionalismo perdem a moldura incômoda da tradição sem criação, sendo esta reconstruída poeticamente de forma a fazer do artista um tipo ideal para análises de arte e cultura, ligadas à construção de um imaginário sulino. (…) Abordar questões de regionalismo no Rio Grande do Sul – inalienáveis ao retomar as questões dos anos 50 e 60 – importa em esclarecer a situação específica das artes visuais.

    Trindade
  • Geraldo Trindade Leal estuda no curso livre de desenho do Instituto de Belas Artes, em Porto Alegre. Em 1953 vai para a Bahia, onde pesquisa a arte africana e desenvolve estudos sobre Pablo Picasso e o cubismo. Volta, em 1954, para Porto Alegre e inicia-se em xilogravura no ateliê de Francisco Stockinger. Convive com artistas da Sociedade Amigos da Arte, como Rubens Cabral, Joaquim Fonseca, Zorávia Bettiol e outros. Na segunda metade dos anos 50, realiza ilustrações para contos de Edgar Allan Poe e lança um álbum de xilogravuras intitulado O Lobisome.

    Trindade Leal
  • "O desenho e a pintura, desenvolvidos com autodidatismo a partir de fins da década de 40, introduziram o artista no circuito produtivo de artes e o direcionaram à freqüência de cursos livres no Instituto de Belas Artes de Porto Alegre. A partir de 1957 apresenta sua produção gráfica com uma opção pela figura, decorrência da utilização de temas como o pampa, o gaúcho, a figura do lobisomem. Os trabalhos receberam um tratamento plástico que incorpora componentes expressivos, característicos da xilogravura, a aspectos de um fabulário popular, mesclados a elementos oníricos. Em seus desenhos, Trindade Leal desenvolve uma forma não-rebuscada, objetiva, simplificada e lírica."

    Trindade Leal
logo

Start typing and press Enter to search